FKS Contábil

Notícias

Balanço patrimonial: entenda o que é, como calcular e importância

O balanço patrimonial é uma das principais obrigações contábeis e fiscais. Ele deve ser entregue por todos os empresários, exceto para microempreendedores individuais enquadrados no Simples Nacional.

O balanço patrimonial é uma das principais obrigações contábeis e fiscais. Ele deve ser entregue por todos os empresários, exceto para microempreendedores individuais enquadrados no Simples Nacional.

De acordo com João Esposito, CEO da Express CTB, “o balanço patrimonial é uma demonstração financeira realizada anualmente, e tem como propósito expor a situação do patrimônio total de uma empresa em um período específico de tempo”.

Com o balanço, é possível verificar a situação econômica e contábil por meio de uma lista que inclui de forma detalhada todos os ativos (bens, direitos, e demais geradores de valores econômicos), passivos (obrigações), e o patrimônio líquido (os próprios recursos da entidade) de uma empresa.

Entenda o que cada item representa.

Ativos

– Bens: Representam todos os itens que possuem valor financeiro e podem ser revertidos em dinheiro.

– Direitos: Os direitos são possuídos pela empresa, mas não estão sob o seu domínio. Como exemplo disso podemos citar: depósitos bancários e quantias financeiras ainda pendentes para recebimento.

Além disso, os ativos são divididos em: circulantes (todos aqueles que serão convertidos em valores em até um ano) e não circulantes (todos aqueles que levarão mais de um ano para serem convertidos).

Passivos

– Obrigações: Como o próprio nome já diz, são as obrigações da empresa com terceiros. Ou seja: as dívidas, os pagamentos de salários e os tributos, os quais são sim incluídos no balanço.

Também são divididos em circulantes (todas as obrigações com tempo de vencimento inferior a um ano) e não circulantes (todas as obrigações com tempo de vencimento superior a um ano)

Patrimônio líquido

São recursos próprios da entidade. O patrimônio líquido é obtido através da diferença positiva entre os valores do ativo e do passivo.

Além disso, é dividido em:

– Capital social: Investimentos feitos por sócios ou de lucros os quais foram reinvestidos.

– Lucros e prejuízos: Os lucros e os prejuízos representam o resultado financeiro da empresa.

“Também é importante ressaltar que o nome balanço não é à-toa, tendo em vista que o ideal é existir um equilíbrio entre os ativos e passivos”, explica Marcos Ross, coordenador contábil da Express CTB.

O detalhamento desses itens viabiliza algumas análises importantes e extremamente necessárias para o desenvolvimento financeiro de uma empresa, tais como:

  • Análise de índices de lucro;
  • Análise comparativa de evolução empresarial em diferentes espaços de tempo;
  • Análise de liquidez e solvência da empresa;
  • Análise de quantia de capital;
  • Análise de investimentos e apresentação dos dados da empresa para futuros investidores;
  • Entendimento do uso e direcionamento dos recursos financeiros da empresa e suas respectivas demandas;
  • Base para planejamentos estratégicos.

Tendo em vista a lista acima, fica evidente a importância do balanço patrimonial para diversos processos fundamentais no desenvolvimento financeiro de uma empresa. Além disso, é um facilitador e a depender dos índices da sua corporação, passa a ser um atrativo para investimentos futuros.

Balancete

Como dito anteriormente, o balanço patrimonial é realizado de forma anual, geralmente no último dia do ano para mostrar como a empresa se saiu ao decorrer dos 12 meses passados. Também é possível realizar de forma trimestral, e esse método é mais utilizado em empresas que precisam prestar conta aos seus investidores de forma contínua.

Mas, se a sua empresa precisar de uma rápida visualização da situação contábil atual e em um período distinto dos citados acima, é possível fazer um balancete: Um relatório resumido da situação patrimonial da empresa, em qualquer mês do ano sem data específica.

Assim, é possível demonstrar de forma mais simples e sem regras de periodicidade a situação financeira do seu negócio.

Fórmula geral do balanço patrimonial

Conforme mencionado anteriormente, é necessário que haja igualdade entre ativo, passivo e patrimônio.

Por isso, de acordo com o especialista, o balanço é calculado da seguinte forma:

Ativo = Passivo + Patrimônio

Dessa forma, se uma empresa possui R$200 mil de ativos e 150 mil em passivos, a quantia de patrimônio será de R$50 mil, pois:

200.000 = 150.000 + 50.000

Relação entre ativo circulante e passivo circulante

Existe uma relação importante entre as somas de ativo circulante e passivo circulante, e essa relação acontece da seguinte forma:

Soma de ativo circulante maior do que a soma de passivo circulante: A empresa apresenta recursos para cumprir com suas obrigações de curto prazo.

Soma de ativo circulante menor do que a soma de passivo circulante: A empresa não apresenta capacidade de cumprir com as suas obrigações de curto prazo.

Assim, a partir de um cálculo simples é possível prever o cumprimento ou não das obrigações da sua empresa em um curto período e mudar o que for possível para não ter prejuízos.

Demonstrativo de Resultados do Exercício

O Demonstrativo de resultados do exercício, também conhecido como DRE, é outro documento que precisa ser feito juntamente ao balanço patrimonial.

Como o próprio nome já fala, o DRE é um demonstrativo de resultados, ou seja, seu objetivo principal é demonstrar se houve lucro ou prejuízo em um determinado tempo.

Relatório contábil e a sua importância para o balanço patrimonial

Para a elaboração de um balanço patrimonial, é fundamental ter em mãos o relatório contábil.

O relatório contábil contém todas as movimentações financeiras do seu negócio, e deve ser realizado por um contador em um livro diário.

Logo, é fundamental se ater a importância de um profissional competente e engajado para a escrituração desse documento, o qual será indispensável na construção do balanço patrimonial.

Cálculo dos indicadores

Os cálculos dos indicadores também são fundamentais para o valor geral de ativos, passivos e patrimônio líquido, e são calculados com as seguintes fórmulas:

Indicadores de renda (ativos)

Os cálculos são realizados a partir de três razões:

Retorno sobre patrimônio líquido= lucro líquido / patrimônio líquido

Giro de ativos= vendas / ativo total

Retorno sobre os ativos= lucro líquido / patrimônio líquido

Indicadores de dívidas (passivos)

Os cálculos são realizados a partir de duas razões:

grau de endividamento: passivo / patrimônio líquido;

endividamento: passivo total / ativo total.

Indicadores de liquidez (Patrimônio)

Liquidez seca: (ativos circulantes – estoques) / passivos circulantes

Liquidez geral: (ativos circulantes + realizável em longo prazo) / (passivo circulantes + exigível em longo prazo)

Liquidez imediata: liquidez disponível / passivos circulantes

Liquidez corrente: ativo circulante / passivo circulante

Assim, é a partir desses cálculos minuciosos que os dados maiores e gerais são obtidos, possibilitando a implementação dos mesmos no balanço geral.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Período: Julho/2021
D S T Q Q S S
    010203
04050607080910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Cotação Dólar